Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AntiBlogue

Blogue dum casal real, anti-fashion, anti-fit e anti-top. Detestamos correr, praia no Verão e berros de crianças. Gostamos de viajar, comer, música, livros, vegetar em frente à TV, saldos, limões e sobretudo um do outro.

AntiBlogue

Blogue dum casal real, anti-fashion, anti-fit e anti-top. Detestamos correr, praia no Verão e berros de crianças. Gostamos de viajar, comer, música, livros, vegetar em frente à TV, saldos, limões e sobretudo um do outro.

A cena que se segue, após as leggings translúcidas sem túnica ou casaco... E a superar os coletes de pêlo tipo urso... é isto! Tornozelos ao léu para exibir o tendão de Aquiles, para eles e para elas.

Estava em Londres no início do ano quando comecei a reparar que o frio parecia não chegar aos tornozelos de muita gente. Muitos eram adolescentes e nós sabemos que as hormonas fazem coisas estranhas. Pessoalmente nunca li nada que correlacionasse as hormonas com calores nos tornozelos, mas nunca se sabe. Mas depois reparei em mais, e mais, e ainda mais, cada vez mais pessoas com os seus casacos, gabardines, gorros e... o tornozelo ao léu. Não só porque as calças eram curtas, não. Mesmo os que tinham calças compridas, deram-se ao trabalho de dar umas dobras nas pernas das calças para o tornozelo poder arejar.

Pelo menos não usam meia branca de raquetes, o que descansa um pouco a minha alma, mas só mesmo um pouco.

Eu, que sou a criatura mais anti-fashion do país, ou pelo menos dos blogs, ainda não consegui compreender esta moda. Alguma alma caridosa e fashion-culta me faz o favor de elucidar? É que não só tornei a ver, amiúde, esta vestimenta, em vários outros sítios, como até aqui mesmo, no Portugalinho sempre seguidor de tendências tontas, é cada vez mais comum. Será, como diz a minha avó, uma zanga entre o alfaiate e o sapateiro?